2010-03-17

 

Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC)


Os seus aspectos essenciais encontram-se sintetizados nesta notícia.

Analisado o seu teor, conclui-se que o défice do Orçamento de Estado poderá ser diminuído ligeiramente, mas do plano não resulta uma proposta de solução para os problemas dos agentes económicos e dos trabalhadores.

Trata-se de um plano meramente financeiro, sem repercussões positivas na economia real.

Embora Portugal não tenha uma economia com planeamento central, os agentes económicos precisam de estímulos e de condições de mercado propícias ao investimento e à criação de riqueza. Apesar do Estado desempenhar neste aspecto um papel importante, o P.E.C. não prevê qualquer medida que signifique uma visão estratégica para aumentar o P.I.B. e diminuir a taxa de desemprego.

Uma economia forte poderia resolver, per se, os problemas das Finanças Públicas.

Quanto às Finanças Públicas, torna-se urgente amortizar a dívida externa - autêntico buraco negro para os recursos financeiros públicos e privados -, não revelando o P.E.C em que medida tal sucederá.

Etiquetas: , , ,


Comments:
Caro Administrador, ao ler o PEC (é verdade lí o PEC porque não gosto de ler noticias trabalhadas - mais vale ler o original e tirar as minhas conclusões) reparei que na justiça fala-se na introdução de uma nova aplicação informática o CITIUS PLUS. Alguém me sabe explicar o que é e quais as novidades que introduz?
JOÃO FERREIRA
 
Exmo. Sr. Dr. João Ferreira;

- tanto quanto sei - sobre essa matéria ainda não existe informação relevante publicada.

Sobre o assunto escrevi, nesta data, uma nova postagem.

Esperando ter sido útil,

apresento os meus melhores cumprimentos,
Jorge M. Langweg
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker Free counter and web stats
Contador grátis e estatísticas para seu site em www.motigo.com

RSS: Tenha acesso às actualizações do Blog de Informação, clicando aqui ou no í­cone anterior.