2013-06-12

 

União Europeia questiona E.U.A. sobre vigilância eletrónica massificada




"A Comissão Europeia está preocupada com as notícias divulgadas recentemente  na comunicação social de que os Estados Unidos da América estavam  a aceder a dados dos cidadãos europeus", afirmou o comissário europeu para  a Saúde, num debate no Parlamento Europeu, lendo uma declaração em nome  do executivo comunitário.

Tonio Borg disse que a Comissão Europeia quer esclarecimentos das autoridades  norte-americanas e adiantou que a comissária para a Justiça, Viviane Reding,  "vai tratar da questão com força e determinação na reunião ministerial entre  a União Europeia (UE) e os EUA, na sexta-feira, em Dublin". 
O comissário salientou ainda que "o caso PRISM, tal como apresentado  na comunicação social, poderá reforçar as preocupações dos cidadãos europeus  relativamente à utilização dos seus dados pessoais na internet".

A 07 de junho, os jornais Washington Post e Guardian noticiaram que  a Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA, em inglês) e a polícia federal  (FBI) tinham acesso aos servidores de nove gigantes da internet, como Microsoft,  Yahoo!, Google e Facebook.

O programa secreto, com o nome de código PRISM, está em vigor desde  2007 e permite à NSA ligar-se aos servidores das empresas para consultar  informações sobre os utilizadores.

(...)

Skype, AOL, YouTube, Apple e PalTalk participam também no sistema e  a plataforma de alojamento de ficheiros Dropbox deveria ser acrescentada  em breve. 
Segundo o Guardian, a NSA pode consultar "as mensagens eletrónicas,  as discussões por vídeo e áudio, os vídeos, as fotografias, as transferências  de ficheiros, os pormenores das redes sociais, e mais".

Fonte: SicNotícias 


«European Union officials have demanded "swift and concrete answers" to their requests for assurances from the US that its mass data surveillance programmes do not breach the fundamental privacy rights of European citizens.

The European commission's vice-president, Viviane Reding, has sent a letter with seven detailed questions to the US attorney general, Eric Holder Jr, demanding explanations about Prism and other American data snooping programmes.

Reding warns him that "given the gravity of the situation and the serious concerns expressed in public opinion on this side of the Atlantic" she expects detailed answers before they meet at an EU-US justice ministers' meeting in Dublin on Friday.

She also warns Holder that people's trust that the rule of law will be respected – including a high level of privacy protection for both US and EU citizens – is essential to the growth of the digital economy, including transatlantic business and the nature of the US response could affect the whole transatlantic relationship.

In the letter, released to the Guardian, Reding details her serious concerns that the Americans are "accessing and processing, on a large scale, the data of EU citizens using major US online service providers". She says programmes such as Prism, and the laws that authorise them, could have "grave adverse consequences for the fundamental rights of EU citizens".»

Fonte: Guardian 

Etiquetas: , , , , , ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker Free counter and web stats
Contador grátis e estatísticas para seu site em www.motigo.com

RSS: Tenha acesso às actualizações do Blog de Informação, clicando aqui ou no í­cone anterior.