2013-06-04

 

Faleceu o Doutor António Rosa Mendes



É com imenso pesar que torno público, por este meio, que o Doutor António Rosa Mendes faleceu na terça-feira, dia 4 de Junho de 2013, conforme noticiado no Diário Região Sul (aqui):

«Faleceu esta terça-feira, 4 de junho, o historiador e professor universitário António Rosa Mendes, que coordenou a iniciativa Faro, Capital Nacional da Cultura 2005.

Nascido em Vila Nova de Cacela, 1954, Rosa Mendes licenciou-se em Direito e História e doutorou-se em História.

Desempenhava as funções de professor na Universidade do Algarve, coordenando o Centro de Estudos de Património e História do Algarve. (...)»


A brutalidade da notícia inesperada, geradora de emoções fortes,  não me permite reunir a tranquilidade suficiente para exprimir, nesta postagem, o quanto lamento a perda física - e muito menos ilustrar, de forma suficientemente expressiva e rigorosa, a dimensão humana e cultural - do Doutor António Rosa Mendes, conhecido professor universitário, historiador, advogado, um verdadeiro gentleman e homem de cultura que dedicou parte significativa da sua investigação científica a dissecar os principais traços identitários da história e do património do Algarve e da "sua" cidade  - Olhão -. 

Com a sua obra (*), enriqueceu o património cultural do Algarve.
Com a sua vida, enriqueceu, humanamente, muitas pessoas. 

Quero manifestar o meu pesar aos seus familiares, amigos e colegas, certo que a sua memória perdurará em todos quantos tiveram o privilégio de beneficiar da sua companhia e da sua amizade.

Recordá-lo-ei. Sem dúvida.


Atualização (5 de Junho):

A vigília fúnebre realizar-se-á na casa mortuária de Vila Real de S. António, a partir das 14h00 de hoje.  

A missa de corpo presente será celebrada amanhã, dia 6, às 11h00, na igreja de Cacela Velha.


(*)  Publicou, entre outras os seguintes textos: 

- A Fundação de Vila Real de St. António vista por um estrangeiro (1984).

- Ribeiro Sanches e o Marquês de Pombal / intelectuais e poder no absolutismo esclarecido, Universidade Nova de Lisboa (dissertação de mestrado, 1998);

- Colaborou na História de Portugal, dirigida pelo Prof. José Mattoso, no volume III;

- No Alvorecer da Modernidade, coordenado pelo Prof. Joaquim Romero Magalhães, com um artigo intitulado A vida cultural (1993);

- 1755  / terramoto no Algarve (2005); 

- Espírito e poder  / Tavira nos tempos da modernidade (com Francisco Lameira e José Carlos Vilhena Mesquita) (2006); 

- Escritor algarvio do século XVIII em Ayamonte: Damião Antònio de Lemos Faria e Castro, Separata das: XI Jornadas de História de Ayamonte (2007); 

- Manuscrito de João da Rosa /1808-2008 (2008);  

- Olhão fez-se a si próprio (2009); 

- Brito Camacho e o Algarve, in Viajantes, Escritores e Poetas: Retratos do Algarve (2009); 

- Vila Real de Santo António e o Urbanismo Iluminista, coordenação do catálogo da exposição (2010); 

- Algarve 100 anos de República, 100 personalidades 1910-2010 (em parceria com Neto Gomes)  (2010); 

- Alcoutim - Terra de Fronteira (2010);
  
- Faro  / roteiros republicanos (2010); 

- Castro Marim, baluarte defensivo do Algarve (2010); 

- Olhão nos primeiros dias da República (2010); 

-  Peregrinação e a peregrinação de Fernão Mendes Pinto (2011); 

- "Um bispo reformador, D. Inácio de Santa Teresa, 1741-1751", in Anais do Município de Faro (2012);  

O Que é Património Cultural (2012); 

- "Manuel Veneno", in Al gharb  nº 00;

Etiquetas: , ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker Free counter and web stats
Contador grátis e estatísticas para seu site em www.motigo.com

RSS: Tenha acesso às actualizações do Blog de Informação, clicando aqui ou no í­cone anterior.